quarta-feira, 25 de abril de 2012

O Prefeito Eduardo Paes acaba de assinar Decreto de FERIADO ESCOLAR nos dias 20, 21 e 22 junho (QUA, QUI, SEX). O comércio funcionará.
fonte:  Jorge LSSantos @jorgeodaviriato via Twitter 25/04/2012

Esse feriado acontece devido ao Rio +20

Centro de estudo - CE


PALESTRA COM A DRª JASMIN E COM A ENFERMEIRA CARLA

Após o nosso planejamento, foi dada uma palestra sobre "Puericultura", a importância do acompanhamento da criança ao médico mesmo saudável, como prevenção.

Puericultura

É a ciência médica que se dedica ao estudo dos cuidados com o ser humano em desenvolvimento, mais especificamente com o acompanhamento do desenvolvimento infantil.
É tradicionalmente uma subespecialidade da pediatria, mas, se considerada lato senso, envolve também ações pré-natais e mesmo pré-concepcionais dedicadas à prevenção de enfermidades e anormalidades que se desenvolvem no feto e afetam a vida do futuro recém-nascido.[1] A primeira obra que trata do tema especificamente neste enfoque foi escrita em 1998 pelo médico brasileiro Dr. Celso Eduardo Olivier e encontra-se disponibilizada integralmente em seu Web Site.
A puericultura, como subespecialidade da pediatria, preocupa-se com o acompanhamento integral do processo de desenvolvimento da criança. É de fundamental importância, uma vez que é por meio dela que o pediatra tem condições de detectar precocemente os mais diferentes distúrbios das áreas do crescimento estatural, da nutrição e do desenvolvimento neuropsicomotor. A detecção precoce dos distúrbios é essencial para seu tratamento, uma vez que, quanto mais cedo se iniciarem as medidas adequadas, menos seqüelas haverá e melhor será o prognóstico do quadro clínico. Várias doenças graves que se apresentam com poucos sintomas preocupantes para os pais podem ser detectadas e tratadas pelo pediatra, antes que cheguem a causar prejuízos irreversíveis, tais como a anemia ferropriva, o raquitismo, as verminoses, as deficiências vitamínicas, os erros nutricionais e inúmeras outras doenças próprias da infância. O pediatra também supervisiona a administração da vacinação básica contra as doenças comuns da infância, como a poliomielite, a rotavirose, o tétano, a difteria, a coqueluche, as hepatites A e B, a varicela, entre outras. Além disso, o pediatra pode prevenir uma série de problemas, fornecendo adequada supervisão higiênica, dietética, comportamental e nutricional. A supervisão do desenvolvimento neuro-lingüístico-psico-motor e a orientação especializada para a adequada estimulação desse desenvolvimento, mais recentemente, tem tornado o trabalho dos puericultores de grande importância para o aproveitamento integral da potencialidade intelectual do bebê e do lactente, criando crianças, adolescentes e adultos mais preparadas para os desafios da vida moderna.
O termo “Puericultura” surgiu em 1762, criado pelo suíço Jacques Ballexserd. O termo foi reafirmado em 1865. Chegou ao Brasil, a partir da França, por Moncorvo Filho, que fundou, em 1899, o Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio de Janeiro. Surgiu como uma atividade focada essencialmente na saúde pública, para mais tarde firmar-se como uma complementação da pediatria personalizada dos consultórios.[2]

OBS:
 RETIRADO DO SITE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Puericultura
















Rotina


Um poquinho do nosso dia a dia! A rotina transmitem-nos também segurança pois regulam o que vamos fazer, permite antecipar o futuro e adequar o nosso comportamento para a próxima tarefa. É esta antecipação e previsão do futuro que transmite confiança à criança para saber que quando acaba a escola, a mãe vai buscá-la de volta para casa.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Quem está no minhocão?


Uma brincadeira bem divertida, buscando a integração e o respeito com o colega esperando a sua vez, desenvolve a coordenação motora ampla, as crianças tiveram a oportunidade de participar de um momento recreativo, com brincadeiras no minhocão.

BERÇÁRIO NA BEBETECA






Na nossa bebeteca tem teatrinho de fantoches, conto de historinhas, muita alegria e imaginação, nossos bebês adoram!

segunda-feira, 16 de abril de 2012

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Coelhinha da Páscoa o que trazes pra mim....?



Esse evento ocorreu no dia 04/04/2012, onde a professora Carol vestiu-se de coelhinha e divertiu as crianças distribuindo doces e alegria na Odetinha!!! Até os educadores divertiram-se...
FELIZ PÁSCOA!!!

terça-feira, 3 de abril de 2012

Visita do coelho - Berçário 52 - 30/03/12

video
O Coelhinho da Páscoa chegou!!!
Nossos bebês adoraram, alguns queriam passar a mão, apertar, outros com medo, mas foi uma festa. A festa do coelho foi finalizada com um delicioso doce de cenoura, as crianças se lambuzaram. Que delícia!

Turminha da professora Adriana Sousa e auxiliares Fabrícia, Hélia,Lorena, Juciara e Gilvana.

Berçário 52 - Identidade e Autonomia - 29/03/12


Foi trabalhado com os bebês o corpo e a autoimagem. Na caixa de curiosidades tem o espelho para eles se verem, todos ansiosos para verem o que tinha dentro, acharam divertido ver seu reflexo.

Identidade e autonomia - Turma 40

TURMA 40


Turma 41



Identidade e autonomia - Turma 41

       
      A turma 41 começou a brincadeira da construção da identidade com suas fotos e seus nomes, através das chamadinhas e com músicas de esquema corporal como:  “Boneca de Lata” e  “Desengonçada”  (Bia Bedran), “Fui ao mercado... Veio a formiguinha e subiu...” (autor desconhecido), dentre várias outras. Brincamos  com o corpo, com a silhueta das crianças, nomeando as partes do corpo. Completamos o nosso corpo, partindo da nossa foto de rosto, alunos e educadores e fizemos um quebra-cabeça bem maluco com partes do corpo humano recortados de revistas.
    Assim, nossas crianças começaram a conhecer a si e a seus pares da mesma idade e adultos, como a construir sua autonomia...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Berçário - Identidade e Autonomia - 28/03/2012

    Caras e Caretas:

    Realizando brincadeiras em nosso ambiente, despertamos a atenção de nossos bebês para obeservação da própria imagem no espelho. Com olhos curiosos, logo puseram-se a observar suas expressões e curtiram bastante esta descoberta. Atentos à professora, imitaram e reproduziram as ações executadas por ela como bater palmas, dar tchau, sorrir, mandar beijos, abrir a boca e esconder-se.
    Esta proposta possibilitou a identificação progressiva da autoimagem, fundamental para a formação da identidade.

Berçário - Identidade e Autonomia - 27/03/2012


     As crianças começam a formar sua leitura de mundo desde cedo, conforme as oportunidades que lhes são oferecidas. Neste sentido, quanto mais estímulos recebem, mais desenvolvem suas habilidades físicas e mentais, estabelecem relações e constroem sua identidade.
    Portanto, considerando estes aspectos relevantes, buscamos proporcionar aos nossos pequenos alunos vivenciarem experiências significativas e desafiadoras, que contribuam para seu pleno desenvolvimento.
    Nesta proposta, por exemplo, aliamos a linguagem das artes, tema de nosso projeto anual, a conteúdos importantes como identidade. Partindo da obra " o coelho " do famoso pintor Romero Britto realizamos releituras e recriamos a mesma utilizando técnicas variadas. Nossa turminha de bebês foi envolvida nesta construção, demonstrou grandes satisfação ao conhecer este animal tão fofinho! Propomos o manuseio de material impresso e junto à eles, executamos movimentos diversificados com as mãos ao rasgar, amassar e folhear as revistas. Ao longo desta movimentação, brincamos de esconder o rosto com folhas de revista, cantamos e jogamos com bolinhas de papel. Ao final, utilizamos este mesmo material modificado e confeccionamos um lindo coelho com bolinhas de revistas colocadas dentro de um saco de lixo. Além de reutilizar este material, o revestimos com galão, um tipo de tecido semelhante ao algodão.
    Este personagem nomeado Dudu foi apresentado à turma e como esperado, foi motivo de alegria e curiosidade. A textura do corpo do coelho, sua forma e cor despertaram atenção de nossos pequenos, que logo se aproximaram querendo tocá-lo. Conduzimos a proposta com dramatizações, cantamos a música do coelho e outras, animando o momento e possibilitando o desenvolvimento da imaginação, oralidade e a exploração dos sentidos dos bebês.
    Certamente, Dudu tornou-se mascote de nossa turma e conduziu a realização de outras propostas relacionadas ao conhecimento de modo de vida dos coelhos como experimento de deliciosos docinhos de cenoura.

Berçário: 50
Professora: Sheila
Agentes Aux.: Crislaine, Eliane, Henriete, Marizete, Nelson.

Trabalhando Identidade e Autonomia no Berçário- 27/03/2012